miniaturas de fotos antes e depois

Fotos antes e depois
da mamoplastia de aumento

DETALHES SOBRE MAMOPLASTIA DE AUMENTO

Dúvidas? Fale com o autor:



Última atualização: Julho 19, 2013

Como funciona a mamoplastia de aumento

Mamoplastia de aumento utiliza implantes de silicone para dar volume, projeção e aumentar os seios.

Fotos antes e depois da mamoplastia de aumento

  • Seios pequenos

    Mamoplastia de aumento é excelente para aumentar seios naturalmente pequenos ou reduzidos devido à amamentação.
  • Seios tubulares

    Mamoplastia de aumento contribui em um grau limitado em seios tubulares (seios pequenos e pontudos). Em caso mais leves, é possível alcançar resultado satisfatório. No entanto, há o risco dos implantes causarem efeito de "bolha dupla" ou provocar um montículo na parte superior dos seios. Mamoplastia de aumento não é suficiente para corrigir o problema de seios tubulares em grau avançado. Os implantes vão tornar o efeito tubular ainda mais evidente. É necessária uma cirurgia para corrigir a região abaloada antes de seguir com a mamoplastia de aumento.
  • Seios caídos

    Mamoplastia de aumento preenche e aumenta a parte superior dos seios, mas não levanta o mamilo e não remove o excesso de pele. Se os seios são muito caídos, é necessária uma mastopexia para levantá-los antes de seguir com a mamoplastia de aumento.
  • Seios assimétricos

    Mamoplastia de aumento corrige pequenas assimetrias ao introduzir implantes de silicone de tamanhos diferentes. No entanto, se a diferença for muito grande, é necessária uma mamoplastia redutora para reduzir o seio maior antes de seguir com a mamoplastia de aumento.

Formato dos implantes de silicone

  • Formato de gota

    Implante que imita a forma dos seios oferecendo um resultado muito natural. Entretanto, os implantes de silicone costumam rodar dentro dos seios e o implante em gota pode distorcer os seios se sofrer significativa rotação. Implante com textura áspera reduz o risco de rotação em 85%, mas é menos suave que os implante liso. Implante em gota é mais bem indicado para preencher seio moderadamente caído ou para mulheres magras com seios muito pequenos.
  • Formato redondo

    Implante redondo é o preferido dos cirurgiões e pacientes. Custa menos, pode rodar sem problemas e ser liso. Desenvolvido para deixar os seios bem redondos e com maior plenitude na parte superior. Implante redondo também resulta muito natural bem em mulheres magras se colocado abaixo do músculo peitoral.

Textura dos implantes

Os implantes de silicone são revestidos por textura áspera ou lisa. Acredita-se que implante áspero tem menor incidência de endurecimento por contratura capsular. Entretanto, implante liso posicionado abaixo do músculo peitoral tem risco de endurecimento significativamente reduzido. O implante liso é o preferido dos cirurgiões e pacientes. É mais suave, custa menos e oferece um balanço mais natural.

Perfil dos implantes

Os implantes de silicone possuem sempre a mesma largura, porém eles variam em três diferentes perfis (alto - médio - baixo). Quanto mais alto o perfil, maior a projeção dos seios para frente. O implante de perfil alto pode se tornar aparente e resultar menos natural. No entanto, é o preferido dos cirurgiões e pacientes.

Tamanho dos implantes

Os implantes de silicone estão disponíveis em volumes de 200 ml a 600 ml. Quanto maior o volume do implante, maior a altura e a largura. Mulheres mais altas, assim como mulheres com quadris mais largos alcançam melhor aparência com implantes maiores.

Os cirurgiões recomendam um tamanho no qual o diâmetro do implante seja cerca de um centímetro menor que o diâmetro do seio. Uma vez que o diâmetro do implante é bem conhecido, basta escolher a altura do perfil e decidir a partir daí.

Implantes de tamanhos muito grandes

Algumas mulheres desejam ter seios desproporcionalmente maiores que o restante do corpo. Quanto maior o implante, maior o potencial de deslocamento dentro do seio - e isso é um problema sério. Desvantagens dos implantes muito grandes:

  • Maior risco de perda de sensibilidade nos seios
  • Maior sensação de pele esticada com estrias
  • Causa aparência de pessoa gorda
  • Principal causa de revisão cirúrgica

Colocar os implantes abaixo do músculo peitoral permite usar implantes um pouco maiores porque o músculo serve de bolsa para evitar que os implantes cedem para baixo. No entanto, o músculo peitoral cobre apenas a parte frontal do implante sem conseguir plena cobertura sobre implante muito largo.

Posição dos implantes dentro dos seios

A posição dos implantes dentro dos seios é uma das escolhas mais difíceis para quem deseja fazer mamoplastia de aumento.
  • Acima do músculo peitoral (Subglândular)

    Mamoplastia de aumento com implantes acima do músculo oferece recuperação rápida e confortável. A desvantagem é que o implante pode interferir na mamografia e oferecer maior risco de contratura capsular. Pode ser vantajoso para preencher seios levemente caídos.
  • Abaixo do músculo peitoral (Submuscular)

    Mamoplastia de aumento com implantes abaixo do músculo oferece menor taxa de contratura e menos interferência na mamografia. No entanto, a cirurgia resulta em um período mais longo de recuperação com maior desconforto e inchaço. É vantajoso para seios com pouco tecido mamário porque o músculo funciona como uma almofada de camuflagem.

Cicatriz de mamoplastia de aumento

Mamoplastia de aumento deixa cicatriz nas incisões por onde os implantes são introduzidos. As cicatrizes são visíveis nos três primeiros meses, mas começam a se dissipar ao longo dos próximos meses. Quem deseja fazer mamoplastia de aumento tem três opções de local para incisão:
  • Incisão areolar (Periareolar)

    Incisão ao redor da aréola deixa cicatriz muito fina e bem camuflada por causa da transição natural da cor na área. No entanto, uma vez que a aréola é o ponto central do seio, qualquer imperfeição torna-se evidente. Algumas considerações:
    • Não permite introduzir implantes grandes
    • Pode reduzir a amamentação e retrair os mamilos porque corta alguns dutos mamários
    • Aumenta o risco de contratura capsular porque produz maior quantidade de tecido cicatricial
    • Tem maior taxa de infecção
  • Incisão inframamária (Dobra embaixo do seio)

    É a mais utilizada na mamoplastia de aumento porque deixa cicatriz que cura-se bem e porque preserva melhor a função dos seios. Todos os dutos mamários, nervos e vasos sanguíneos permanecem intactos. Incisão inframamária permite maior controle cirúrgico durante a mamoplastia de aumento. Assim é possível criar seios mais simétricos e também utilizar tamanhos maiores de implante.

    Quando um implante de silicone precisa ser trocado, geralmente o cirurgião o remove pela incisão inframamária. Incisão inframamária não funciona bem em seios muito pequenos sem tecido mamário suficiente para formar a dobra na parte inferior do seio. A dobra é fundamental para esconder a cicatriz de mamoplastia de aumento.

  • Incisão axilar

    Deixa cicatriz bem escondida nas axilas, ao contrário das outras técnicas que deixam cicatriz nos seios. Incisão axilar é indicada apenas para paciente que por algum motivo não pode utilizar nenhum dos outros tipos de incisão. Algumas considerações:
    • Tem maior risco de assimetria porque o implante não pode ser colocado exatamente onde o cirurgião deseja
    • É a menos disponível porque requer um cirurgião especializado que consiga criar bolsas simétricas através de um fino endoscópio
    • Permite colocar o implante apenas abaixo do músculo

Recuperação da mamoplastia de aumento

A recuperação da mamoplastias de aumento é rápida e suave. No entanto, a recuperação de mamoplastia de aumento com implante abaixo do músculo é mais desconfortável e prolongada.
  • Tempo fora do trabalho - até 20 dias

    Mulheres com trabalho de mesa retornam mais cedo que mulheres que trabalham muito com os braços como enfermeiras, cabeleireiras, balconistas, professoras e outras
  • Tempo sem dirigir - até seis dias

    Durante o período de recuperação é necessário tomar medicamentos para a dor que causam sonolência, portanto desaconselha-se dirigir.
  • Tempo sem treinar - no mínimo 20 dias

    Exercício físico eleva a pressão sanguínea que pode danificar a cicatrização.

Resultado da mamoplastia de aumento

O resultado da mamoplastia de aumento com implantes acima do músculo é imediato porque o inchaço é mínimo.

Fotos antes e depois da mamoplastia de aumento



Troca dos implantes

Recomenda-se trocar os implantes de silicone a cada 15 anos, porém muitos cirurgiões recomendam não substituir os implantes caso eles não apresentem problemas. Quando os implantes apresentam problemas, geralmente isto ocorre nos primeiros três meses após a mamoplastia de aumento. De qualquer forma, a qualquer momento pode-se substituir ou remover os implantes.

Riscos da mamoplastia de aumento

Os riscos da mamoplastia de aumento são consideravelmente reduzidos quando o implante de silicone é redondo, liso, pequeno e introduzido pela dobra abaixo dos seios. Algumas considerações:
  • Perda de sensibilidade

    A perda de sensibilidade nos seios e nos mamilos é temporária, mas pode se tornar permanente em uma a cada dez mulheres na seqüência de uma mamoplastia de aumento. Quanto maior o implante, maior o risco. Menor incidência para implante abaixo do músculo e maior incidência para incisão areolar.
  • Contratura capsular

    Contratura capsular é o endurecimento do implante devido ao processo natural de cura após a mamoplastia de aumento. O implante endurecer ao ponto de se deformar e tornar-se perceptível ao toque. Contratura capsular pode se desenvolver meses ou anos após a mamoplastia de aumento.

    Metade dos pacientes desenvolve leve e imperceptível contratura capsular. Uma a cada dez pacientes desenvolve severa de contratura capsular que deforma o implante refletindo essas deformidade nos seios e o tratamento se aplica através de revisão cirúrgica para remover o tecido cicatricial e substituir o implante afetado. Porém, não há garantias que a contratura capsular não aconteça novamente.

    Independentemente da gravidade da contratura capsular, ela não afeta a saúde dos seios, portanto não precisa ser tratado apenas pela preocupação que isto possa gerar problemas de saúde.

  • Câncer de mama

    A mamoplastia de aumento não eleva e não diminui o risco de câncer da mama. Mulheres com seios pequenos apresentam menor taxa de câncer de mama. Justamente as que procuram mamoplastia de aumento. Implante de silicone não causa câncer mesmo se ocorrer um vazamento, mas pode interferir com a mamografia quando colocado acima do músculo peitoral.

    Ressonância magnética ou a ultra-sonografia são excelentes recursos no rastreio de câncer de mama para mulheres com implantes de silicone. Mulheres que fizeram mamoplastia de aumento são mais conscientes sobre a importância dos seios porque devem regularmente fazer exercícios de movimentação dos implantes para evitar contratura capsular, assim conseguem detectar antecipadamente qualquer nódulo suspeito.

  • Redução da capacidade de amamentar após a mamoplastia de aumento

    Implantes de silicone não interferem na qualidade do leite materno, mas reduze a capacidade de amamentar. Mamoplastia de aumento danifica os dutos mamários, especialmente quando o implante é inserido através da aréola. Outra possibilidade é que o implante pressiona o tecido mamário e, assim, reduz a produção de leite.
  • Gravidez após a mamoplastia de aumento

    Os seios se expandem para acomodar o aumento das glândulas mamárias na gravidez. Após a amamentação, os seios podem não recuperar a firmeza e conseqüentemente cedem para baixo. Uma vez que o implante não muda de posição, isto pode resultar em efeito pouco estético. Isto não é propriamente considerado uma complicação devido à mamoplastia de aumento, mas sim uma resposta do corpo à gravidez.