miniaturas de fotos antes e depois

Fotos antes e depois
da lipoaspiração

DETALHES SOBRE LIPOASPIRAÇÃO

Dúvidas? Fale com o autor:



Última atualização: Julho 19, 2013

Áreas de lipoaspiração

As áreas de lipoaspiração são:
  • Lipoaspiração nas bochechas

    Lipoaspiração nas bochechas deve ser feito com cautela porque a gordura da bochecha localiza-se em fina camada entre a pele e os nervos faciais. Se o tubo de sucção for muito para baixo os nervos serão feridos, se for muita pra cima, a pele tornar-se ondulada.
  • Lipoaspiração na papada e pescoço

    Lipoaspiração da papada pode remover com sucesso pequenas bolsas de gordura em pacientes com boa elasticidade na pele do pescoço. Lipoaspiração não pode ajudar com papadas muito grandes e flácidas. A pele pendurada não se retrai e a gordura por detrás do músculo do pescoço não pode ser removida.
  • Lipoaspiração nos braços

    Lipoaspiração nos braços resulta bem se a pele do braço tiver boa elasticidade. A pele do braço é pouco elástica, assim a lipoaspiração deve ser suave para evitar ondulações e flacidez. A lipoaspiração não resolve o problema de pele solta no braço. Se a pele está solta, remover a gordura vai deixá-la ainda mais solta. Fazer lipoaspiração nos braços requer experiência porque o braço é cheio de estruturas vitais.
  • Lipoaspiração nas costas e flancos

    A parte baixa das costas e flancos (pneus) oferece grandes resultados com lipoaspiração, dá um efeito mais arredondado ao bumbum e afina a cintura. Entretanto, a pele na parte alta das costas é muito grossa e geralmente não encolhe bem depois da lipoaspiração. É difícil remover muita gordura nessa área sem causar flacidez.
  • Lipoaspiração pubiana | Monte de Vênus

    Lipoaspiração pubiana pode reduzir o volume no monte de Vênus se ele for causado apenas por gordura. No entanto, o volume pode ser causado por tecido fibroso. Lipoaspiração pubiana deixa inchaço prolongado que normalmente seria controlado através do uso de cinta de compressão, mas essa é uma região difícil de aplicar compressão. Assim, alguns pacientes devem se submeter a tratamento extra com ultra-som ou tomar diuréticos para ajudar a diminuir o inchaço.
  • Lipoaspiração na barriga

    Lipoaspiração na barriga é excelente para eliminar bolsas de gordura nas áreas acima e abaixo do umbigo. Lipoaspiração não tira celulite nem estrias! A celulite e as estrias na barriga não vão melhorar nem piorar depois da lipoaspiração.
  • Lipoaspiração no bumbum

    A forma do bumbum pode ser melhorada lipoaspirando as áreas em torno dele. Por exemplo: Remover gordura nos pneus dá um efeito arredondado ao bumbum e remover gordura nos culotes dá um efeito mais empinado. A gordura aspirada de outras áreas pode ser injetada de volta no bumbum para um efeito ainda mais redondo e empinado.

    No entanto, deve-se ter cuidado porque fazer lipoaspiração na dobra do bumbum pode romper os ligamentos fibrosos que sustentam o bumbum e o resultado será péssimo.

  • Lipoaspiração das coxas e culotes

    Lipoaspiração pode dar excelentes resultados na parte externa das coxas (culotes). Geralmente a lipoaspiração dos culotes é feita juntamente com lipoaspiração na área baixa das costas (pneus). Há uma ligação anatômica entre as duas áreas e se apenas os culotes forem tratados, os pneus se tornarão visualmente maiores.

    As partes internas e posteriores das coxas respondem mal com lipoaspiração porque a pele nessa região é fina demais e quase sem elasticidade. Nessa área, existem poucos ligamentos entre a pele e os músculos, na verdade, o que sustenta a pele nessa região é a gordura. Se muita gordura for removida, a pele vai acabar com flacidez.

  • Lipoaspiração dos joelhos

    A parte interna do joelho é a única área do joelho que responde bem com lipoaspiração. Mesmo assim, esta é uma área que requer um cirurgião experiente no procedimento ou pode resultar em ondulações, flacidez e nódulos.

    Os resultados da lipoaspiração em áreas acima e abaixo da rótula não são nada impressionantes porque as bolsas gordas nessas áreas geralmente são formadas por tecidos fibrosos que servem de almofadas entre a pele e osso da rótula. A pele nessa área é muito grossa e pode enrugar depois da lipoaspiração.

  • Lipoaspiração na panturrilha e tornozelo

    A lipoaspiração abaixo nessa área apresenta os maiores índices de resultados insatisfatórios. É muito difícil para o cirurgião fazer lipoaspiração na panturrilha e tornozelos em uma única sessão, podem ser necessário duas ou três lipoaspirações para conseguir um resultado satisfatório. Lipoaspiração nessa área requer uso de finos tubos de sucção e quando mais finos, mais tempo demora a cirurgia. Assim, remover a gordura da panturrilha pode levar até oito horas e somente um cirurgião realmente apaixonado pelo que faz consegue operar por tantas horas.

Tipos de lipoaspiração

Existem três tipos populares de lipoaspiração e cada tipo oferece vantagens específicas:
  • Lipoaspiração Tumescente

    Lipoaspiração tumescente injeta líquidos que anestesiam e expandem a área facilitando a remoção da gordura e consegue remover grandes quantidades de gordura em áreas maiores sem causar perda de sangue. Lipoaspiração tumescente tem de longe o melhor histórico para resultados mais lisos e consistentes.

    A grande vantagem da lipoaspiração tumescente é que ela não mata as células de gordura. Isso é bom porque quando a gordura é removida viva, ela pode ser utilizada para aumentar o bumbum ou preencher os sucos nasolabiais e olheiras profundas.

  • Lipoaspiração a laser

    Lipoaspiração a laser introduz sob a pele uma fina sonda que emite um laser de alta energia para aquecer e derreter a gordura. Em seguida a gordura é removida pela lipoaspiração tradicional. O calor do laser usado para derreter a gordura também aquece o colágeno deixando a pele levemente mais firme na face, mas não tem poder suficiente para endurecer a pele do braço, coxas e costas.

    Lipoaspiração laser é mais bem indicada para pequenas áreas faciais que exigem maior precisão, tais como a papada entre o queixo e o pescoço. Lipoaspiração laser não funciona bem em áreas grandes como abdômen e coxas. Para essas áreas a lipoaspiração tumescente é mais bem indicada.

    A lipoaspiração laser mata as células de gordura impedindo que ela seja injetada para aumentar o bumbum ou preencher os sucos nasolabiais e olheiras profundas.

  • Lipoaspiração ultra-sônica

    Lipoaspiração ultra-sônica começa injetando líquidos que anestesiam e expandem a camada de gordura. Em seguida as ondas de ultra-som são aplicadas na camada para transformar a gordura sólida em gotas de óleo que são sugadas para fora junto com os líquidos injetados.

    Lipoaspiração ultra-sônica é mais bem indicada para remover gordura fibrosa. Esse tipo denso de gordura está presente nas costas, peitos masculinos (ginecomastia), joelhos, monte de Vênus e em áreas previamente tratadas por lipoaspiração.

    A lipoaspiração ultra-sônica também mata as células de gordura impedindo que ela seja injetada para aumentar o bumbum ou preencher os sucos nasolabiais e olheiras profundas.

Pós-operatório da lipoaspiração

  • Tempo de recuperação

    • Inchaço e dormência por até seis meses
    • Pausa na atividade física por até seis semanas
    • Uso de cinta elástica de compressão local por até dois meses
  • Inchaço pós lipoaspiração

    80% do inchaço desaparece nas primeiras três semanas e os restantes 20% desaparece gradualmente ao longo de seis meses.
  • Drenagem pós lipoaspiração

    O inchaço da lipoaspiração vai embora com ou sem massagens de drenagem linfática. Entretanto, a drenagem linfática acelera o desinchaço e ajuda a suavizar as ondulações e nódulos que costumam ser comuns após lipoaspiração. Drenagem linfática não tem efeito sobre o resultado final.
  • Cinta elástica no pós lipoaspiração

    Lipoaspiração deixa múltiplos túneis na camada de gordura. Esses túneis devem ser comprimidos para não se encherem de fluídos e prejudicarem o resultado. Por isso é importante usar cinta elástica durante o pós da lipoaspiração.

Riscos da lipoaspiração

O risco é baixo em pessoa saudável acompanhada por cirurgião experiente operando em um ambiente seguro. O maior risco da lipoaspiração é não escolher bem o cirurgião. Certifique-se que o cirurgião é experiente. Cirurgião que realiza cirurgias rotineiramente tem muitas fotos de lipoaspiração dos seus próprios pacientes para mostrar.
  • Risco para fumantes

    Fumante tem risco adicional. A nicotina fecha os vasos sanguíneos que levam oxigênio para a área operada. A falta de oxigênio provocar infecção, atrasar o pós e prejudicar o resultado. É preciso deixar de fumar durante três meses antes e depois da lipoaspiração.
  • Risco para diabético

    Diabético tem maior risco de infecção e má cicatrização. Se a diabetes está bem controlada, a lipoaspiração pode ser feita com segurança. Aconselha-se lipoaspiração de pequeno volume de gordura.
  • Risco de coágulos sanguíneos

    Coágulos causados por lipoaspiração são raros, mas nunca deve ser ignorado. É mais comumente visto com lipoaspiração de grande porte ou em lipoabdominoplastia. Teoricamente há risco maior com a lipoaspiração dos tornozelos, coxas e abdômen. Quem tem histórico de coágulos deve desconsiderar a lipoaspiração. Hormônio feminino estrogênio tem sido associado a maior risco de coágulos. Se possível, evite as pílulas anticoncepcionais e suplementação para estrogênios algumas semanas antes da lipoaspiração.
  • Risco de embolia de gordura

    Durante a cirurgia, alguns vasos sanguíneos podem ser rompidos e permitir que células de gordura entrem na corrente sanguínea. Se muita gordura entrar no sangue pode ter conseqüências graves, mas ocorre muito raramente. Quanto maior a lipoaspiração, maior o risco.
  • Exames para reduzir os riscos

    Pacientes submetidos à lipoaspiração com anestesia geral devem fazer exames de eletrocardiograma e hemograma. Pacientes com pesados períodos precisam teste para a anemia.

Tipos de anestesia para lipoaspiração

Lipoaspiração de pequeno porte pode ser feita sob anestesia local no consultório do cirurgião. Lipoaspiração de grande porte ou em pessoas com problemas de saúde deve ser feita em um hospital equipado para lidar com emergências.
  • Lipoaspiração com anestesia local

    Lipoaspiração com anestesia local é a opção mais desejada pelos pacientes simplesmente porque eles têm medo da anestesia geral. Entretanto isto não significa que a anestesia local seja sempre indicada para todos os casos de lipoaspiração. A presença do anestesista em cirurgias sob anestesia local com sedação é importante porque ele é o único preparado para agir no caso de complicação devido à anestesia ou sedação.
  • Lipoaspiração com anestesia geral

    Se o paciente não tem problemas de saúde e está em relativa boa forma, a anestesia geral é bastante segura quando administrada por um médico anestesiologista em um centro cirúrgico hospitalar bem equipado. Anestesia geral é mais bem indicada para lipoaspiração extensa (2-3 horas) porque é difícil para o paciente permanecer confortável durante todo esse período de tempo.

Resultado da lipoaspiração

O resultado final pode ser visto após seis meses quando o inchaço vai embora. É possível ver 70% do resultado em três meses, 80% em quatro e 100% em seis meses. Algumas pacientes podem ver o resultado mais cedo, enquanto outras podem levar um ano.

O período de tempo para ver o resultado final depende do volume de gordura removido e da complexidade cirúrgica. Pequenas áreas a papada e as bochechas apresentam resultados em um mês, enquanto as áreas maiores como abdômen, costas ou coxas levam até seis meses mostrar resultados.

O resultado da lipoaspiração é permanente se o paciente mantiver o peso. Se engordar muito vai parecer que não fez lipoaspiração. A área tratada está protegida contra “pequenos” ganhos de peso.

Se o paciente engordar muito após a lipoaspiração, todas as áreas vão crescer. A área tratada vai crescer; a área não tratada também vai crescer e até área que antes não crescia vai crescer. Lipoaspiração não impede que o paciente engorde.

A maioria dos maus resultados é causada pela remoção irregular de gordura. Quanto mais gordura é removida, maior a chance de resultado ruim. É por isso que não se recomenda lipoaspiração para pessoas obesas. A elasticidade da pele também tem haver. Pele flácida não consegue se adaptar ao novo contorno e torna-se ainda mais flácida depois da lipoaspiração.


Fotos antes e depois da lipoaspiração


  • Fibrose após lipoaspiração

    Fibrose é uma irregularidade bastante comum formada por nódulos de gordura calcificada, de fluídos ou de cicatrizes internas. O abdômen é a área mais propensa a formação de fibrose por lipoaspiração.

    Fibrose desaparece lentamente ao longo de seis meses. Na maioria dos casos, os nódulos são ignorados porque são muito pequenos e não afetam a forma. Entretanto, em alguns casos, a fibrose forma nódulos grandes que precisam passar por retoque.

    Quanto mais gordura a lipoaspiração remove, maior a chance de fibrose. É assim porque é preciso usar mais força para remover grandes depósitos de gordura. Quanto mais força, mais danos são causados e conseqüentemente mais fibrose.

    A formação de fibrose também está relacionada com a remoção de gordura a partir da camada superficial. O objetivo da lipoaspiração é remover gordura apenas nas camadas mais profundas. Lipoaspiração em áreas com pouca gordura aumenta a formação de fibrose.

  • Ondulações após lipoaspiração

    As ondulações estão relacionadas à retirada excessiva e irregular de gordura muito próximo da pele. As áreas do corpo mais propensas são as coxas e a silhueta inferior das nádegas.

    O cirurgião deve tentar remover apenas a gordura nas camadas profundas deixando uma leve camada de gordura superficial que sirva de almofada lisa entre a pele e os músculos. O paciente deve usar a cinta elástica e fazer massagens de drenagem linfática durante o pós-operatório.

  • Flacidez após lipoaspiração

    Flacidez da pele ocorre com frequencia em pacientes com pele solta e estrias após remover grande quantidade de gordura. A qualidade elástica da pele deve ser avaliada antes da lipoaspiração.

    Lipoaspiração não tira flacidez da pele. Se a pele está flácida, vai ficar ainda mais flácida com lipoaspiração. Nenhum tipo de lipoaspiração pode melhorar a flacidez da pele.

Retoque de lipoaspiração

Retoques após lipoaspiração são ocasionalmente necessários corrigir deformidades como nódulos ou ondulações. Não há um número específico de lipoaspiração que podem ser feitas em uma mesma área. No entanto, a primeira chance é a melhor chance de obter o melhor resultado. Lipoaspiração é mais difícil de fazer numa segunda vez e pior ainda na terceira por causa do desenvolvimento de tecido cicatricial resultante das lipoaspirações anteriores. A cada novo retoque, há mais chances de resultar em nódulos e ondulações na pele.

Lipoaspiração não tira celulite

Lipoaspiração é excelente para remover o excesso de gordura nas coxas, bumbum e abdômen. No entanto, ela não tira celulite! Celulite não melhora nem piora porque a lipoaspiração remove a gordura que está na camada profunda da pele e a celulite está na camada superficial.

Tentar tratar celulite com lipoaspiração apenas piora a situação. Lipoaspiração na camada superficial da pele sempre causa irregularidades como ondulações e o risco é alto para quem já tem irregularidades como celulite.

Lipoaspiração não tira estrias

Estrias são cicatrizes que a lipoaspiração não consegue melhorar, nem mesmo a lipoaspiração a laser. Lipoaspiração não tira estrias. Pelo contrário, é capaz de criar ainda mais estrias.

Lipoaspiração não emagrece

Os obesos não são bons candidatos para lipoaspiração porque ela remove gordura apenas sob a pele e os obesos têm muita gordura ao redor dos órgãos e os tubos de sucção não chega lá. O candidato ideal é aquele que não é obeso, mas tem bolsas de gordura em áreas superfíciais do corpo.

O limite da lipoaspiração é cinco litros de gordura. Acima disso, a cirurgia deve ser feita em um hospital com monitoramento adequado e internação. Cinco litros é suficiente para remover gordura de várias áreas em uma única sessão de lipoaspiração. Para dar uma idéia, em média, podem-se remover dois litros da barriga, dois litros da costas e um litro das coxas.

Remover mais de cinco litros muda a dinâmica de fluídos no corpo e pode causar comprometimento cardiovascular. Tentar aumentar esse limite é perigoso e nunca traz bom resultado.